Costela janela, em ripa, em tira, de todas maneiras! - NW ROYAL - Carnes Especiais
grelha com linguiça artesanal e demais acompanhamentos de churrasco sendo preparados
Conheça as Linguiças artesanais Dono do Tempero!
13 de abril de 2020
Carreteiro com sobras de churrasco, delicioso e reaproveitando alimentos!
22 de maio de 2020
Exibir Tudo

Costela janela, em ripa, em tira, de todas maneiras!

Tem corte de carne mais tradicional para os gaúchos que a costela?

Presença confirmada nos churrascos, seja como costelão, ripa ou em tira, o sabor da costela é sempre apreciado. O corte traz todo esse diferencial pois, ao assar o calor passado através do osso para a carne dá um sabor diferenciado característico. Nós na NW Royal trabalhamos com costela de animais Angus em diferentes apresentações: assado de tira, costela janela 13 ossos, costela janela 8 ossos, mini costela janela 4 ossos, etc. Todas de procedência de animais britânicos, maioria Angus certificado nacional e uruguaia.

Para fazer um belíssimo costelão no fogo de chão, além da procedência da carne, o controle do fogo é fundamental. Manter o fogo constante durante todo tempo de assado é o grande desafio.  A lenha deve ser colocada na parte da frente e de trás da carne, a cerca de um metro de distância. A parte de trás deve ter temperatura mais branda, cerca de 100°C, e tempo mais prolongado, é ela que aquece osso e interior da carne. O fogo na parte da frente deve ser colocado um pouco depois, a temperatura média de 150°C. Para o tempero, uma marinada que possa ser pincelada ao longo do processo para hidratar a carne durante o preparo é importante,  alguns ingredientes com vinho branco, manteiga e um pincel feito com sálvia e alecrim. Os bons assados de peças pequenas  saem a partir de quatro horas depois.

Já para preparos rápidos, o assado de tira é uma bela escolha, em minutos está pronto na grelha. Dica de preparo: leve para a brasa sempre com o lado do osso virado para baixo. Se for assar uma costela janela na churrasqueira ou uma costela em ripas no espeto o passo a passo é o mesmo, inicia com o osso virado para baixo e só depois vire a costela uma única vez para assar do lado da gordura. Com o osso virado para baixo a gordura derrete aos poucos e penetra na carne, deixando-a mais hidratada, suculenta e saborosa, e a carne próxima ao osso assa melhor.

Outra dica super importante: Cerca de 20% do peso da costela é referente aos ossos, além disso depois do preparo, a costela perde ainda mais um pouco em relação ao seu peso inicial.  Dessa maneira, em um churrasco ou almoço de família, calcula-se 600g de costela por pessoa.

Costelão desgrudando do osso, maciez e sabor incomparável

Sempre compre carnes com procedência, só assim terá a garantia de um produto de qualidade, macio, saboroso e seguro para se alimentar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat